Polifenóis do chá aumentam o status antioxidante de poedeiras Polifenóis do chá aumentam o status antioxidante de poedeiras
 
26 maio 2021

Chá para galinhas? Polifenóis do chá aumentam o status antioxidante de poedeiras alimentadas com milho envelhecido

Um dos alimentos mais incluídos nas dietas de poedeiras é o milho. Porém, esse ingrediente, ao ser armazenado, sofre mudanças bioquímicas e nutricionais pronunciadas ao longo do tempo e então se torna o milho envelhecido com alto valor de acidez.

Os produtos da peroxidação de lipídios e proteínas no milho envelhecido podem induzir estresse oxidativo em animais. Estudos com milho 100% envelhecido na dieta de poedeiras levou a:

  • redução na taxa de postura
  • redução no consumo de ração
  • redução no peso do ovo
  • alteração do status antioxidante de poedeiras
  • alteração na altura do albúmen
  • alteração na cor da gema
  • alteração dos ácidos graxos poliinsaturados dos ovos

Os polifenóis do chá são antioxidantes naturais, o que poderia prevenir o acúmulo de espécies reativas de oxigênio e aumentar a capacidade antioxidante dos animais. Estudos anteriores relataram que dietas com 0,5% de extrato de chá verde pode aumentar significativamente o consumo de ração e a produção de ovos.

Devido aos efeitos antioxidantes dos polifenóis do chá, e dos efeitos adversos causados pelo envelhecimento do milho, pesquisadores realizaram um experimento com o objetivo de avaliar se a suplementação dietética de poedeiras com polifenóis do chá pode neutralizar os efeitos adversos do envelhecimento do milho.

Para o experimento, foram utilizadas 288 poedeiras Lohmann com 63 semanas de idade. O experimento foi organizado em esquema fatorial 4 x 2, sendo 4 níveis de milho envelhecido (armazenados por 4 anos) incluídos na ração a proporção de 0%, 25%, 50% e 100% e, com e sem adição de 600mg/kg de polifenóis.

 

Desempenho das aves

O envelhecimento dietético do milho não afetou o consumo médio diário de ração, porém, diminuiu a produção de ovos e a conversação alimentar da 5ª para 8ª semanas avaliadas, reduziu o peso do ovo de 1ª para 4ª semanas avaliadas, e linearmente tendeu a diminuir a produção de ovos e o peso dos ovos em todo o período avaliado. A suplementação com polifenóis não afetou o desempenho produtivo. Nenhuma interação significativa entre o envelhecimento do milho × suplementação de polifenóis foi observada.

O envelhecimento dietético do milho diminuiu o índice de gema e a cor da gema, e tendeu a diminuir linearmente a altura do albúmen. A suplementação com polifenóis aumentou significativamente a altura do albúmen e a unidade Haugh.

 

Efeito antioxidante e aminoácidos

O MDA (malondialdeído – biomarcador utilizado na avaliação do estresse oxidativo) e a proteína carbonil diminuíram com a suplementação de polifenois.

O envelhecimento do milho linearmente diminuiu o teor de treonina. O grupo alimentado com milho sem envelhecimento teve o maior teor de treonina em comparação com os grupos de milho com 50% e 100% de envelhecimento. Grupos de 0% e 25% de milho envelhecido apresentaram maior teor de serina. O grupo de milho com 25% de envelhecimento apresentou o maior teor de glicina, alanina e fenilalanina. O grupo de milho 100% envelhecido apresentou o menor teor de lisina.

A suplementação com polifenóis aumentou o conteúdo de treonina, serina, ácido glutâmico, glicina, alanina, valina, metionina, isoleucina, leucina, tirosina, fenilalanina, triptofano, lisina e histidina nas gemas.

 

Os autores concluíram que o estudo demonstrou que o uso de milho envelhecido (0%, 25%, 50%, 100%) com alta acidez (126 mg KOH/100 g), mas baixa contaminação por micotoxinas, diminuiu linearmente a produção de ovos, a qualidade do ovo e o status antioxidante de poedeiras e capacidade antioxidante dos ovos.

A suplementação com polifenóis (600 mg/kg) alivia parcialmente os efeitos adversos, que foram refletidos pelo aumento da atividade de enzimas antioxidantes, regulando positivamente a expressão de genes relacionados a antioxidantes em galinhas poedeiras e aumentando os aminoácidos livres da gema do ovo.

 

Para consulta do artigo completo clique aqui

ZHOU, Ling et al. Tea polyphenols increase the antioxidant status of laying hens fed diets with different levels of ageing corn. Animal Nutrition, 2021.

As informações desse texto foram retiradas do artigo intitulado “Tea polyphenols increase the antioxidant status of laying hens fed diets with different levels of ageing corn” com autoria de:

Ling Zhou; Xuemei Ding; Jianping Wang; Shiping Bai; Qiufeng Zeng; Zuowei Su; Yue Xuan; Keying Zhang

Institute of Animal Nutrition, Key Laboratory for Animal Disease-Resistance Nutrition of China Ministry of Education, Sichuan Agricultural University, 211 Huimin Road, Wenjiang, Chengdu, China

 




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 2 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies