Desempenho de ovinos alimentados com farelo de milho e casca de soja Desempenho de ovinos alimentados com farelo de milho e casca de soja
 
04 mar 2021

Desempenho produtivo e digestibilidade de ovinos alimentados com farelo de milho e casca de soja

A forragem representa 50% ou mais do total da dieta de ovinos e bovinos, o que afeta diretamente o consumo de energia e desempenho da produção. Volumosos de alta qualidade para caprinos e ovinos, como o feno de alfafa, por exemplo, não são amplamente disponíveis em diversas regiões. Contudo, existem os subprodutos do processamento de grãos e palha de milho que são abundantes, e valiosos recursos nutricionais, na dieta de ovinos.

A fim de reduzir a dependência da importação de volumosos de alta qualidade, a pecuária chinesa aproveita ao máximo a palha e os subprodutos da safra de milho. Entretanto, devido ao alto FDA e lignina, baixa proteína bruta  e energia metabolizável na palha de milho, a produção animal é restrita até certo ponto. Uma solução para isto é a suplementação dos volumosos de baixa qualidade e alta fibra com alimentos energéticos como farelo de milho e casca de soja.

Pensando nisso, pesquisadores chineses conduziram um estudo para investigar os efeitos da substituição de uma porção de milho e palha de milho pelas combinações de farelo de milho e casca de soja na dieta de ovinos para engorda sobre a digestão de nutrientes, síntese de proteína microbiana ruminal e desempenho de crescimento.

Foram usados 36 ovinos Dorper divididos em três grupos alimentares: 1) 0% de farelo de milho e casca de soja (controle); 2) 9% de farelo de milho e 9% de casca de soja (18MIX); e 3) 17% de farelo de milho e 17% de casca de soja (34MIX). O experimento de alimentação foi realizado durante 70 dias, sendo os primeiros 10 dias para adaptação.

O consumo de matéria seca foi maior para o grupo 34MIX do que para a dieta controle. Os ovinos alimentados com as dietas 18MIX e 34MIX tiveram maior ganho de peso médio diário e eficiência alimentar quando comparados aqueles alimentados com a dieta controle. A digestibilidade da matéria seca e da FDN também foi maior para o grupo 34MIX do que para o grupo controle.

Ovinos alimentados com dieta 34MIX excretaram mais derivados de purina urinária, indicando que mais proteína microbiana foi produzida do que aqueles alimentados com dieta controle. Os suprimentos de proteína metabolizável foram melhorados com o aumento da taxa de inclusão de coprodutos.

Os resultados indicaram que a combinação do farelo de milho e casca de soja pode substituir efetivamente uma porção de milho e palha de milho na ração de ovinos em terminação, com efeito positivo na digestão de nutrientes e desempenho de crescimento.

 

X.Y. Hao, M.Z. Zhang, X.Z. Zhang, C.T. Mu, C.X. Zhang, J.X. Zhao, J.X. Zhang, Effects of feeding corn bran and soybean hulls on nutrient digestibility, rumen microbial protein synthesis, and growth performance of finishing lambs, Animal, 2021,100172,ISSN 1751-7311, https://doi.org/10.1016/j.animal.2021.100172.

Disponível aqui




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 2 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies