Inclusão de plasma spray-dried melhora a produtividade em dourada
 
18 fev 2021

Inclusão de plasma spray-dried melhora a produtividade em dourada

Estudo realizado por pesquisadores espanhóis e chilenos investigou o efeito da inclusão de plasma suíno seco por pulverização (Spray-dried porcine plasma – SDPP) na dieta de peixes dourata (Sparus aurata) e seus efeitos na mucosa da pele. Foi demonstrado que a inclusão de 3% tem efeitos positivos no desempenho e no estado de saúde do peixe.

O plasma suíno seco por pulverização (SDPP) é um subproduto de abatedouros, obtido de sangue animal após exclusão de células, e submetido à concentração e secagem por pulverização.

O SDPP tem sido amplamente utilizado como ingrediente alimentar na suinocultura, principalmente na época do desmame, pois, este ingrediente em suínos promove a ingestão de ração, crescimento somático e redução do estresse, bem como a morbidade e mortalidade. Além disso, várias proteínas com funções distintas são encontradas no SDPP tais como: imunoglobulinas, albumina, fatores de crescimento e peptídeos biologicamente ativos, que possuem efeito anti-inflamatório.

Em relação às espécies aquáticas, diversos estudos já relataram que SDPP aumenta o crescimento da truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss), dourada (Sparus aurata) e tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Estes resultados podem ser atribuídos à sua alta digestibilidade, a melhoria de consumo de ração e eficiência alimentar, bem como seu efeito como promotor de crescimento. Recentemente, a inclusão dietética de SDPP tem sido relacionada ao aumento da imunidade inata e a atividade enzima antioxidante em dourada.

No estudo em questão, foram avaliados os impactos da suplementação alimentar de uma dieta funcional incluindo 3% de SDPP na mucosa da pele dos peixes, durante um período de 95 dias. O modelo de peixe selecionado foi a dourada (Sparus aurata), devido ao grande número de pesquisas já realizadas acerca de sua fisiologia e seu alto valor econômico.

Para realizar o teste, duas dietas foram formuladas da seguinte forma: uma dieta controle (Dieta C), equivalente à dieta comercial contendo 51% proteína bruta, 17% de gordura bruta e 20,6 MJ/kg de energia bruta, que cumprem as necessidades nutricionais de juvenis de dourada. Baseado nesta formulação basal, outra dieta chamada Dieta SDPP foi fabricada em que a farinha de peixe foi substituída por 3% SDPP.

Do ponto de vista produtivo, os resultados dos parâmetros de crescimento, desempenho e eficiência alimentar foram melhores para os peixes alimentados com dieta suplementada em 3% de SDPP. Vale destacar que os valores de ganho de peso e taxa de crescimento foram de 6,2 e 4,1% maior em peixes alimentados com a dieta SDPP em comparação com o grupo controle (p <0,05), respectivamente. Além disso, os valores de conversão alimentar foram mais baixos em peixes alimentados com dieta SDPP em comparação com aqueles alimentados com dieta controle (p <0,05), indicando que o grupo 3% SDPP obteve melhores e mais eficientes resultados no uso da ração. Porém, nenhuma diferença significativa foi encontrada em termos de comprimento padrão do peixe.

Além dos resultados promissores da produtividade, a inclusão do plasma spray-dried na dieta levou a um maior desenvolvimento da pele, com um aumento da espessura da epiderme e do estrato esponjoso da derme. Outro resultado foi o aumento observado na densidade de células produtoras de muco (o muco protege o epitélio de produtos químicos, dano enzimático e mecânico), confirmando os benefícios da inclusão de SDPP na dieta sobre o desempenho de crescimento somático e eficiência alimentar. Esses resultados são decorrentes do perfil do SDPP que inclui fatores de crescimento, imunoglobulinas e peptídeos bioativos.

Deste modo, pode-se observar que o estudo, constatou que a inclusão de 3% de plasma suíno seco por pulverização durante um período de 95 dias não só melhorou o desempenho produtivo em termos de crescimento e eficiência alimentar, mas também melhorou a resposta imunológica e a função de barreira da pele.

O artigo completo pode ser consultado em: Skin multi-omics-based interactome analysis:  Integrating the tissue and mucus exuded layer for a comprehensive understanding of the teleost mucosa functionality as model of study

Redação nutriNews Brasil




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 3 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies