Levedura autolisada como substituta parcial do plasma em dieta de leitões Levedura autolisada como substituta parcial do plasma em dieta de leitões
 
16 jul 2021

Substituição parcial do plasma pelo Sinergis nas dietas pré-inicias de leitões desmamados

get_the_title



HIPÓTESE

Baseado nas características de palatabilidade e funcionalidade, o Sinergis (levedura autolisada – Aleris ®) é capaz de substituir parcialmente o plasma sanguíneo nas dietas iniciais para leitões desmamados.

SOBRE OS PRODUTOS

Plasma sanguíneo é um ingrediente com elevada concentração protéica,  composta principalmente por albuminas e globulinas (Torrallardona, 2010). As globulinas como as gamaglobulinas (IgG), um dos principais constituintes do plasma sanguíneo, têm função imunológica e está direntamente relacionada com a resposta de crescimento dos animais, diferente da fração albumina (Pierce et al., 2005). Os outros tipos (IgM, IgA, IgD e IgE) são menores no plasma sanguíneo (Balan et al., 2020). O teor de proteína neste ingrediente pode variar entre 70% e 80%, dependendo dos processos tecnológicos aplicados durante a sua produção e tipo de animal (bovino ou suíno) que o plasma foi obtido.

Sinergis é 100% levedura autolisada, sendo um produto rico em proteínas de alta digestibilidade e com maior disponibilidade dos componentes funcionais. O processo de autólise controlado e assegurado pelo padrão Aleris, disponibiliza a riqueza do conteúdo citoplasmático (aminóacidos livres como o ácido glutâmico e nucleotídeos) e da parede celular (os mananoligossacarídeos e β-glucanos) imprimindo alta palatabilidade e disponibilidade nutricional efetiva na qualidade intestinal dos animais (Ahiwe et al., 2019). Estas características o torna um ingrediente para ser considerado como substituto parcial do plasma em dietas para leitões.

DELINEAMENTO EXPERIMENTAL

Um total de 132 leitões desmamados, aos 22 dias de idade e peso médio inicial de 6,3 kg, foi distribuído em um delineamento em blocos casualizados (peso foi o fator bloco) em 2 tratamentos com 11 repetições de 6 leitões cada. Os tratamentos consistiram em: Plasma: dieta com plasma sanguíneo e Sinergis: dieta com plasma sanguíneo + Sinergis na proporção de 1:1,25, como segue na tabela abaixo:

 

As dietas Pré-inicial I e Pré-inicial II, de padrão comercial, foram formulados com aditivo promotor de crescimento. O período de avaliação foi de 27 dias, em que foram coletados dados de consumo médio por baia e peso vivo individual aos 22, 35 e 49 dias de idade. Os resultados obtidos para consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar foram analisados por análise de variância e as médias comparadas pelo teste t de Student a 5% de probabilidade. Devido a diferença de peso inicial entre os tratamentos, este foi considerado como covariável no modelo estatístico para ajuste dos pesos aos 35 e 49 dias de idade. Também, os animais foram analisados entre os blocos leves e pesados para observar o efeito dos tratamentos nas diferentes categorias de peso

 

RESULTADOS

De acordo com os dados obtidos para cada fase (pré I e pré II) foi possível observar um efeito significativo (P<0,05) no ganho de peso e consumo de ração com o uso associado do plasma sanguíneo + SINERGIS no período de 35 a 49 dias de idade (Tabela 1). A substituição de 1% de plasma sanguíneo por 1,25% de SINERGIS neste período maximizou o efeito obtido com o uso exclusivo do plasma sanguíneo. No período total (22 a 49 dias de idade – dados não apresentados) não houve diferença entre os tratamentos.

 

Após análise geral dos dados, foi feito o desdobramento por categoria de peso e ficou evidente que a melhor resposta ao tratamento plasma sanguíneo + SINERGIS foi obtida pelos leitões leves ao desmame (bloco com média de 5,30 kg), como demonstrado nos gráficos a seguir. Os leitões pesados (bloco com média de 6,90 kg) não apresentaram diferença estatística entre os tratamentos.

O plasma sanguíneo é usado como um dos principais ingredientes na alimentação de leitões desmamados para melhorar o desempenho produtivo, sendo uma referência de produto de alto padrão. O seu uso já está bem estabelecido e disseminado e, dentre os principais efeitos nos animais na fase crítica do desmame, destacam-se a sua alta proteína e digestibilidade, palatabilidade (melhora do consumo) e manutenção da barreira intestinal. Em uma meta-analise foi relatado que quando se utiliza plasma sanguíneo na dieta de leitões desmamados, a faixa de ganho de peso médio diário e o consumo de ração é de, respectivamente, 22-28 g/dia e 20-27 g/dia a mais do que para as dietas sem adição de plasma. Essas melhorias no desempenho estão principalmente correlacionadas com a presença de IgG no plasma animal, pois este age como uma barreira fisiológica no epitélio intestinal impedindo a ligação de patógenos à parede e, consequentemente, reduz a incidência de infecção subclínica na fase pós-desmame (Balan et al., 2020).

Encontrar um ingrediente que substitua parcialmente o plasma sanguíneo, que é uma referência, sem afetar de forma negativa o desempenho dos animais, seria uma importante alternativa para o suinocultor.  O SINERGIS apresenta uma série de características funcionais que pode atender a este objetivo. O processo de autólise realizado pela Aleris confere uma alta digestibilidade proteica, o que diminui o substrato para bactérias proteolíticas com potencial patogênico. Além disso, apresenta um sabor umami pela alta concentração de ácido glutâmico (fonte de glutamato) no citoplasma, além da presença de ribonucleotídeos que intensificam o sabor (Young & Ajami, 2000) e agem na regeneração da mucosa intestinal (dados obtidos pela Aleris). Os componentes de parede celular, mananoligossarídeos (MOS) e β-glucanos dão suporte para diminuição da pressão de microrganismos como Salmonela spp. e Escherichia coli spp. no intestino animal, promovendo um ambiente mais saudável.

Os resultados encontrados no presente trabalho confirmam estas qualidades inerentes ao SINERGIS, pois, mesmo tendo o plasma como comparação, a sinergia entre os ingredientes foi capaz de potencializar o consumo de ração, variável altamente relacionada ao fator palatabilidade, refletindo no ganho de peso favorável dos animais.

 

CONCLUSÕES

SINERGIS foi eficiente na substituição parcial do plasma sanguíneo nas dietas de leitões nas fases avaliadas. Sendo a fase pós-desmame crítica no desenvolvimento dos suínos, pela necessidade de maior suporte nutricional e ração altamente palatável,  este estudo pode contribuir para impulsionar alternativas eficazes na alimentação de leitões, sendo uma opção ao suinocultor.

REFERÊNCIAS

AHIWE, E. U. et al. Influence of autolyzed whole yeast and yeast components on broiler chickens challenged with salmonella lipopolysaccharide. Poultry Science, v. 98, n. 12, p. 7129-7138, 2019.

BALAN, Prabhu; STAINCLIFFE, Maryann; MOUGHAN, Paul J. Effects of spray‐dried animal plasma on the growth performance of weaned piglets—A review. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition, 2020.

PIERCE, J. L. et al. Effects of spray-dried animal plasma and immunoglobulins on performance of early weaned pigs. Journal of animal science, v. 83, n. 12, p. 2876-2885, 2005.

TORRALLARDONA, David. Spray dried animal plasma as an alternative to antibiotics in weanling pigs-a review. Asian-Australasian Journal of Animal Sciences, v. 23, n. 1, p. 131-148, 2009.

YOUNG, Vernon R.; AJAMI, Alfred M. Glutamate: an amino acid of particular distinction. The Journal of nutrition, v. 130, n. 4, p. 892S-900S, 2000.

 

 

Departamento Técnico da Aleris




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 2 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies