Levedura hidrolizada como fonte de nucleotídeos em dietas de suínos
 
13 out 2021

Levedura hidrolisada como fonte de nucleotídeos em dietas de suínos

get_the_title



Embora os nucleotídeos não sejam considerados nutrientes essenciais, estes têm um papel importante em diversos processos metabólicos e, em especial, em alguns tecidos do corpo e fases de intenso desafio para os animais.

levedura hidrolisadaOs nucleotídeos e nucleosídeos livres podem ser imediatamente absorvidos pelos enterócitos no intestino, sendo especialmente importantes nos tecidos de rápida multiplicação celular e limitada capacidade de síntese pela via de novo (principal via de produção de nucleotídeos), como as células do epitélio intestinal, células sanguíneas, hepatócitos e células do sistema imune.

levedura hidrolisada

Os nucleotídeos podem também ser sintetizados com menor gasto de energia através da via de salvamento. Neste processo ocorre a reciclagem das bases e nucleotídeos devido a degradação metabólica dos ácidos nucleicos de células mortas ou da dieta.

levedura hidrolisada

Porém, quando o fornecimento endógeno é insuficiente, como ocorre especialmente em animais em fases de crescimento rápido (fases iniciais), reprodução, estresse e desafios, os nucleotídeos de fontes exógenas se tornam nutrientes semi-essenciais ou “condicionalmente essenciais” (Carver & Walker, 1995).

A nutrição de suínos, principalmente em fases críticas está diretamente ligada à saúde e desempenho animal, fazendo com que os nucleotídeos se tornem nutrientes semi-essenciais.

levedura hidrolisada

Desta forma alguns estudos vêm sendo conduzidos com o intuito de entender a importância da suplementação exógena de nucleotídeos nas fases de maior exigência dos leitões.

levedura hidrolisadaO alimento natural mais rico em nucleotídeos e nucleosídeos é o leite materno humano, o segundo é o colostro e leite de porcas.

levedura hidrolisadaOs leitões recebem um alto teor destes nutrientes via maternaconseguem ter um melhor potencial de desempenho? De acordo com Vitagliano et al. (2014) isso pode ocorrer até um certo limite, porém, a suplementação exógena de nucleotídeos e nucleosídeos pode melhorar o ganho de peso e diminuir a mortalidade de leitões ao desmame.

levedura hidrolisadaOu seja, a suplementação destes nutrientes nas dietas de porcas em lactação pode refletir em melhoras na progênie.

levedura hidrolisada

a suplementação de leitões nas fases iniciais de creche também pode ser benéfica, já que nestas fases ocorrem grandes desafios, como sanitários e estresses, além de haver uma multiplicação celular intensa devida ao rápido crescimento.

levedura hidrolisadaCom isso, uma opção economicamente viável como fonte exógena de nucleotídeos é a levedura hidrolisada.
levedura hidrolisadaA levedura hidrolisada, oriunda do processamento da levedura (Saccharomyces cerevisiae) de fermentação de cana-de-açúcar para produção de etanol, passa por uma hidrólise especial do RNA para então haver a liberação dos nucleotídeos e nucleosídeos (que formam as bases nitrogenadas).

Este produto final é altamente digestível, pois possuí, além destes, aminoácidos, peptídeos e polipeptídios de cadeia curta e glutamina, sendo altamente recomendável para nutrição animal.

Também há presença de mananoligassacarídeos (MOS), conhecida por aglutinar os patógenos com fiimbrias, como Salmonella e E. coli e altos níveis de β-glucanas imunomoduladores que ativam as células fagocíticas presentes no intestino, desencadeando a ativação do sistema imune inato). Sua efetividade é comprovada através da efetividade na redução e controle de destes microrganismos, reduzindo os índices de diarréia.

Os benefícios resultantes tipicamente observados são a melhora da saúde de maneira geral, maior ganho de peso, melhor conversão alimentar em leitões e benefícios reprodutivos em porcas gestantes e lactantes.

Esse produto possui uma estabilidade térmica importante durante a peletização e a extrusão das dietas, e pode ser utilizado individualmente ou combinado com antibióticos.

Vitagliano et al. (2014) estudaram a suplementação da levedura hidrolisada na dieta de porcas em lactação, onde 4 níveis foram utilizados (0, 4, 8 e 12 kg/ton) a partir da transferência destas para a maternidade (3 dias antes da parição) até 21 dias de idade dos leitões (desmame).

levedura hidrolisadaO número e peso dos leitões ao nascimento foram equalizados por porca e por tratamento (número de leitões por porca: 10,48; peso inicial leitão: 1,70 kg; peso leitegada/porca: 17,79 kg).

levedura hidrolisadaAmostras de colostro e leite foram coletadas e analisadas quanto ao conteúdo de RNA total presente. E os resultados foram:

Tabela 1. Concentração total de RNA (mg/ml) no colostro e leite de porcas alimentadas com diferentes níveis de nucleotídeos de levedura hidrolisada.

Tabela 2. Desempenho dos leitões oriundos de porcas alimentadas com diferentes níveis de nucleotídeos de levedura hidrolisada.

Os resultados demonstraram que as porcas suplementadas tiveram um efeito positivo na produção de leite (7,33 kg ou 4,82 %, em média) e na concentração total de RNA no leite (0,277 mg/ml ou 34,2 %, em média, aos 11 dias), o que consequentemente aumentou o número de leitões desmamados (0,68 kg ou 7,31 %, em média), peso da leitegada ao desmame (1,59 kg ou 2,83 %, em média), ganho de peso da leitegada (1,79 kg ou 4,70 %, em média) e reduziu a mortalidade (real -3,80 % ou -43,28 %, em média) em relação ao grupo controle.

levedura hidrolisadaA suplementação das dietas para as porcas favorece a transmissão dos nucleotídeos via materna, que reflete na redução de mortalidade e melhor potencial de desempenho dos leitões podendo ajudar a expressar maiores índices zootécnicos durante as fases de criação.

 

Referências

CARVER, J.D, and WALKER, W.A. The role of nucleotides in human nutrition. Nutritional Biochemistry. v. 6, pp. 58-72, 1995.

VITAGLIANO, LA; BONATO, MA; BARBALHO, RLC; SANTOS, GD; ARAUJO, LF. Nucleotide supplementation in the diet of farrowing sows and its effect on milk quality, litter weight gain, and mortality. In: 2014 Joint Annual Meeting, 2014, Kansas City, USA. Abstracts of 2014 Joint Annual Meeting, 2014. v. 92. p. 239-239.

 




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 3 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies