Microminerais no desenvolvimento e produção de bovinos Microminerais no desenvolvimento e produção de bovinos


AUTOR(ES)

Nhayandra Christina Dias e Silva

Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS Programa de Pós Graduação em Ciência Animal

Raphaela Aparecida Tomaz do Prado

Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS Programa de Pós Graduação em Ciência Animal

Thailson Fernando Faustino

Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS Programa de Pós Graduação em Ciência Animal

Adauton Vilela de Rezende

Universidade José do Rosário Vellano – UNIFENAS Programa de Pós Graduação em Ciência Animal

Os minerais são nutrientes indispensáveis no desenvolvimento dos bovinos e exercem papel fundamental nos processos metabólicos ao longo da vida, que vai desde a gestação à sua produção, o que pode refletir diretamente em toda a sua vida produtiva.

Em geral, os minerais são encontrados em quantidades variadas em tecidos e órgãos e são classificados em macro e microminerais (ou elementos traços, como também são  conhecidos) em decorrência da quantidade exigida pelo animal. Sendo considerados essenciais, quando alguma função vital exercida pelo mineral no organismo é comprovada.

Dessa forma, os macrominerais são aqueles exigidos em maiores quantidades pelo animal, como o cálcio (Ca), fósforo (P), sódio (Na), cloro (Cl), potássio (K), magnésio (Mg) e enxofre (S). Enquanto que os microminerais, são aqueles exigidos em menores quantidades, como o cobalto (Co), cobre (Cu), iodo (I), ferro (Fe), manganês (Mn), selênio (Se) e zinco (Zn).

Os microminerais exercem grande importância na alimentação dos bovinos, principalmente, porque estão presentes nas células e tecidos corporais, desempenhando funções estruturais, metabólicas, reguladoras e fisiológicas.

Sendo assim, após anos de pesquisas, foi verificado que para uma boa produção, a suplementação de microminerais é fundamental.  Uma vez que as quantidades exigidas desses micronutrientes pelos animais, por mínimas que sejam, não são encontradas em quantidades suficientes nos alimentos fornecidos na dieta, principalmente para os animais que vivem em condições de pastejo, já que é comprovado que nossos solos são deficientes em vários minerais essenciais.

No entanto, os microminerais são tão importantes quanto os outros nutrientes, e a carência desses, pode resultar em sérios danos no decorrer da vida dos bovinos, como retardo no crescimento, perda de peso, queda na produção de leite e carne, baixo índice reprodutivo, aborto, fraturas e queda da resistência e elevada taxa de mortalidade, principalmente, devido às deficiências subclínicas, as quais os sintomas não são perceptíveis.

A necessidade da suplementação de microminerais
Para que os programas de suplementação mineral dos bovinos sejam eficientes, é importante considerar tanto a composição mineral da dieta a ser fornecida, como também a exigência diária do animal em cada fase de vida.

Atualmente, sabe-se que a simples presença de um micromineral na dieta não garante a sua utilização pelo organismo, pois a sua utilização depende de vários fatores fisiológicos e nutricionais que podem interferir diretamente na absorção, no transporte e no armazenamento, com subsequente aumento da suscetibilidade à deficiência ou até mesmo à toxidade de um ou mais microminerais.

De forma resumida, os principais quesitos a serem observados são:

Quantidade ingerida de energia e proteína: A falta ou excesso de energia e proteína pode interferir no aproveitamento dos microminerais durante a suplementação, como é o caso da restrição de proteína e energia da dieta;
Estado nutricional e fatores genéticos: Doenças e medicamentos podem interagir com os microminerais na maioria das vezes e diminuir sua absorção durante a suplementação. Assim como os fatores genéticos, como por exemplo, bovinos portadores de hemocromatose, onde ocorre aumento de absorção do ferro e acrodermatite enteropática, que é uma desordem genética que leva à deficiência de zinco.
Interações – minerais versus minerais: Essas interações entre os microminerais podem ser de sinergismo ou antagonismo. Como exemplo de ação sinérgica, podemos citar a relação entre cobre e o ferro, visto que ambos (juntos) são essenciais na formação da hemoglobina; e como ação antagônica, podemos citar a deficiência ferro, zinco e cobre na dieta, que ocorre principalmente, quando há maior absorção de chumbo pelo animal.

 

Reconhecimento da deficiência dos microminerais

A deficiência de microminerais em bovinos pode resultar em impactos negativos na digestibilidade e absorção de todos os nutrientes fornecidos pela dieta e consequentemente, conforme já mencionado, ocasionar grandes danos no desenvolvimento e na produção dos bovinos, independente do foco ser produção de carne ou leite.

Entretanto, felizmente, a maioria dos sinais de deficiência de algum micromineral específico, pode ser detectado por alguns comportamentos incomuns, os quais são citados abaixo:





NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 1 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies