Nutrição animal: produção na América Latina aumentará em 2019

26/08/2019

Nutrição Animal

A indústria de nutrição animal deverá apresentar um crescimento próximo a 2.5% em 2019, comparado ao ano anterior. A informação foi divulgada em nota enviada pela FeedLatina (Associação Latino-americana de Nutrição Animal).

A associação, que conta com o apoio de outras entidades do setor como Sindirações no Brasil, Conafab no México, Caena na Argentina e Audina no Uruguai, afirma que existe uma oportunidade no setor graças à participação regional de produtos como carnes de bovinos, frangos e suínos.

“O mercado latino-americano tem registrado uma maior participação na produção mundial em consequência dos problemas sanitários que estão ocorrendo na Ásia e como resultado do consumo interno mais estável, ou com crescimento em alguns países do bloco”, afirma Pablo Azpiroz, presidente para FeedLatina. “O consumidor também está em busca por carnes e produtos derivados da pecuária de melhor qualidade e cada vez mais acessíveis”, completa.

Segundo informações da FeedLatina, com dados de dezenove países distribuídos na América do Sul, América Central, Caribe e México, a produção total de alimentos para animais em 2018 foi de cerca de 163.3 milhões de toneladas, um incremento de 2.32% em relação a 2017. Esta cifra representou 15% da produção global de alimentos para animais naquele ano.

“Conseguimos bons resultados no ano anterior, por isso, nossa expectativa para este ano é de crescimento constante”. Comenta Azpiroz

nutrição aninal

Desde 2009 o setor tem vivenciado um aumento significativo na região. No ano passado, o setor Avícola deteve 52% do montante total, distribuídos em 38.3% pela produção de frango e 14.1% para a de ovos.

Na sequência encontramos a suinocultura com 20.7% e o último lugar é para o setor de bovinos que representa aproximadamente 19% da produção total.

“Atualmente podemos constatar uma diversificação das opções para a indústria de nutrição animal”, aponta a nota da FeedLatina. “Os desafios para o setor são amplos em termos de quantidade e qualidade, por isso, a FeedLatina tem agrupado mais associações e empresas para unir o trabalho na América Latina e assim conseguir melhores resultados econômicos e regulatórios de forma a facilitar e fomentar a importação e exportação não só entre os países do bloco, mas também com os de outros continentes”, completa.

E é com esse objetivo que, no próximo dia 27 de agosto, a FeedLatina realizará o I Workshop de assuntos regulatórios de nutrição animal em São Paulo. No evento serão apresentados alguns desafios da indústria, expectativas regulatórias e o seu impacto econômico.

Sobre a FeedLatina

A FeedLatina é uma associação sem fins lucrativos de indústrias e entidades de nutrição animal da região latino-americana e Caribe. Fundada em 2007 em São Paulo, Brasil, e com sede atual em Montevidéu, Uruguai, hoje a organização conta com associados em vários países da região.

Procura promover a educação na cadeia de nutrição animal; desenvolver uma rede de articulação científica e profissional; equalizar demandas técnicas e regulatórias; além de estimular o comércio regional justo e entre blocos econômicos.

Assessoria de Imprensa FeedLatina

Deixe seu comentário