Semana Nacional do Pescado: Consumo cresce com variedade de opções
 
02 set 2021

Semana Nacional do Pescado: Consumo de peixe cresce com variedade de opções no varejo

O preparo de cardápios a base de peixes tem se popularizado. Prova disso é a crescente variedade nas redes supermercadistas. É possível encontrar pescados de diferentes espécies e origens nos congeladores, resultando ao brasileiro uma alimentação mais equilibrada e saudável. Com o propósito de estimular ainda mais o consumo de peixes e frutos do mar, de 1º a 15 de setembro é realizada a 18ª edição da Semana Nacional do Pescado, com ações que unem o setor, do campo até a indústria.

A produção de peixes de cultivo cresceu 5,9% no ano passado, alcançando mais de 800 mil toneladas, conforme a PeixeBR (Associação Brasileira de Piscicultura). A versatilidade, o sabor e a riqueza nutricional fizeram da tilápia o peixe preferido na hora das compras. O Brasil é o quarto maior produtor da espécie no mundo – muito perto do Egito (3º), que produziu 940 mil toneladas ano passado.

“Temos muito potencial para crescer: possuímos água, terra, o clima é favorável para diferentes espécies. E há a indiscutível competência dos brasileiros para empreender, superar desafios e construir uma cadeia produtiva cada vez mais pujante e profissional”, ressalta Francisco Medeiros, presidente da PeixeBR.

O brasileiro consome em média 9,5 quilos de peixe por ano, conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No mundo, o consumo é de 20 quilos por habitante/ano. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) recomenda que o ser humano ingira 12 quilos per capita ao ano.

Com consumo ainda consideravelmente baixo em comparação a outras proteínas, a tilápia tem grande espaço de crescimento. No mundo, o pescado é a proteína mais consumida. Com ampla variedade de cortes e praticidade no modo de preparo, a tilápia vem conquistando espaço. As receitas são simples e versáteis – atraindo quem gosta de uma refeição saborosa e rápida.

“Nunca tivemos um crescimento tão rápido em uma empresa em uma atividade. A tendência em continuar assim, aumentando a oferta desta proteína que conquistou os brasileiros”, afirma Medeiros.

A intensa atuação da Copacol (Cooperativa Agroindustrial Consolata) na oferta de pescados em redes supermercadistas contribuiu na popularização da proteína nas regiões que antes não tinham hábito de incluí-la no prato, ao lado dos nossos tradicionais acompanhamentos.

“Estamos em um mercado promissor, que tem grandes oportunidades no campo e na cidade. Quando ingressamos com a produção de tilápia, observamos uma forma de cooperar com nossos produtores. Hoje geramos mais de mil empregos diretos, avançando em produção e também na variedade de produtos, que geram renda no campo e na cidade”, afirma o diretor-presidente da Copacol, Valter Pitol.

Por: assessoria de imprensa




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 3 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies