Suplementação de zinco para leitões: água versus ração
 
18 mar 2021

Suplementação de zinco para leitões: água versus ração

O zinco é um dos microminerais essenciais para o organismo devido ao seu papel fundamental como componente na formação de numerosas metaloenzimas.

A deficiência de Zn, geralmente causada por ingestão inadequada de Zn na dieta, e afeta o crescimento, as funções cerebrais e a atividade imunológica.

Na produção de suínos, as formas amplamente utilizadas para suplementação de Zn são inorgânicas (ZnSO4, ZnO) devido ao seu baixo custo e preferência comercial. No entanto, a alimentação excessiva de altos níveis de Zn inorgânico para leitões pode estimular a resistência da microbiota intestinal e também pode resultar em uma excreção substancial de Zn no ambiente, gerando poluição ambiental.

Evidências de pesquisa indicaram que fontes orgânicas de Zn possuem maior biodisponibilidade em relação ao Zn inorgânico. No entanto, há informações limitadas sobre a comparação da fonte de Zn na dieta quando dissolvida em água com outras formas de suplementação de Zn para leitões.

Para sanar essas dúvidas, os autores do artigo conduziram um experimento com o objetivo de estudar se as diferentes formas de suplementação de Zn podem influenciar o desempenho de crescimento, acúmulo de Zn e atividades de enzimas contendo Zn em leitões.

No experimento foram utilizados 18 leitões machos saudáveis, com peso de 14,47 ± 0,51kg. O experimento teve duração de 21 dias. Os leitões foram distribuídos em 3 tratamentos:

  • grupo Zn-Met; dieta basal suplementada com 150 mg/kg de Zn de Zn-Met na ração;
  • grupo ZnSO4 ração: uma dieta basal suplementada com 150 mg/kg de Zn de ZnSO4 na ração;
  • grupo ZnSO4 água: dieta basal suplementada com 150 mg/kg de Zn de ZnSO4 dissolvido em água.

 

Desempenho zootécnico e digestibilidade aparente do zinco

Não houve diferença significativa no desempenho zootécnico (ganho de peso diário, consumo diário de ração, peso corporal final e conversão alimentar) entre os grupos com diferentes formas de suplementação de Zn.

Em relação a digestibilidade aparente do Zn, os resultados mostraram que os animais alimentados com ZnSO4 na ração, apresentaram menor digestibilidade aparente de Zn em comparação com os grupos Zn-Met e ZnSO4 via água.

Vale destacar que o grupo ZnSO4 na ração apresentou quase metade (23,43 ± 4,14) de digestibilidade aparente em relação ao grupo ZnSO4 via água (46,21 ± 2,62).

Concentração de mineral nos tecidos

Os animais do grupo ZnSO4 ração mostraram uma concentração inferior de Zn no fígado e jejuno dos leitões em comparação com os grupos Zn-Met e ZnSO4 água.

No entanto, diferentes formas de suplementação de Zn não tiveram efeito sobre a concentração de Zn no íleo e nem em relação as concentrações de cobre e ferro no fígado, jejuno e íleo dos leitões.

Enzimas

Leitões do tratamento ZnSO4 ração tiveram a menor atividade da enzima FA (fosfatase alcalina) jejunal em comparação com o grupo Zn-Met. Além disso, a atividade de SOD-T (superóxido dismutase total) no íleo foi menor no ZnSO4 ração, em comparação com o Zn-Met e ZnSO4 água.

Dentre as enzimas pesquisadas, SOD-T, FA e 5’-NTD (5′-nucleotidase), não foi observada nenhuma diferença em sua atividade no duodeno e fígado.

Em resumo, o estudo mostrou que as diferentes formas de suplementação de Zn não afetaram o desempenho de crescimento dos leitões. Porém, ainda há dúvidas se ela pode ou não influenciar a biodisponibilidade do Zn em leitões.

Outro ponto de destaque é que o Zn-Met e o ZnSO4 dissolvido na água foram mais eficazes para o acúmulo de Zn no jejuno e para as atividades enzimáticas no jejuno e íleo.

 

Consulte o artigo na integra clicando aqui

LIU, Fen-Fen et al. Zinc Supplementation Forms Influenced Zinc Absorption and Accumulation in Piglets. Animals, v. 11, n. 1, p. 36, 2021.

 

As informações desse texto foram retiradas do artigo intitulado “Zinc Supplementation Forms Influenced Zinc Absorption and Accumulation in Piglets” de autoria de:

Fen-Fen Liu 1, Md. Abul Kalam Azad 1 , Zhi-He Li 1, Jing Li 1,2, Kai-Bin Mo 1,3 e Heng-Jia Ni 1*

Key Laboratory of Agro-Ecological Processes in Subtropical Region, Hunan Provincial Key Laboratory of Animal Nutritional Physiology and Metabolic Process, Hunan Research Center of Livestock and Poultry Sciences, South Central Experimental Station of Animal Nutrition and Feed Science in the Ministry of Agriculture, Institute of Subtropical Agriculture, Chinese Academy of Sciences, Changsha 410125, China
Department of Animal Science, Hunan Agriculture University, Changsha 410125, China
College of Veterinary Medicine, South China Agricultural University, Guangzhou 510642, China

 

Adaptado por Márcia Cândido – nutriNews Brasil




NOVIDADES

 

REVISTA

Revista nutriNews Brasil 3 TRI 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 





Veja outras revistas



 

Cadastro Newsletter nutriNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

nutriTips
nutriNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies